Economistas põem eleição no cenário; dólar marca ‘direita’ e ‘esquerda’

2018-08-02T10:51:58+00:00 02/08/2018|Categories: Valor Econômico|Tags: , , , |

Consideramos manutenção da Selic até o fim deste ano e, para dezembro de 2019, 8%. O próximo passo do Copom será de alta e pode ocorrer em setembro ou outubro na hipótese de ocorrer uma evolução desfavorável das perspectivas de um candidato de centro-direita nas eleições presidenciais ou uma piora das condições financeiras internacionais, com um ajuste mais rápido dos juros nos EUA. Caso contrário, em um cenário eleitoral com resultado positivo e internacional sem grandes surpresas (cenário contemplado em nossas projeções), o aumento da Selic deve ocorrer apenas no 2º ou 3º trimestre de 2019.

Em nosso cenário contemplamos vitória de um candidato de centro-direita comprometido com a continuidade da atual agenda de reformas do governo Temer.

Cenário de juro e câmbio para eventual vitória da ‘direita’ ou da ‘esquerda’ depende por quem se entende como ‘direita’ ou ‘esquerda’ e mesmo assim não é possível precisar números. Os atuais preços de mercado e projeções de juros e câmbio parecem embutir vitória da ‘direita’, com potencial de alguma melhora adicional caso esse cenário se concretize. Já no caso de vitória da ‘esquerda’, tomando como base os preços atuais, é possível afirmar que certamente juros e câmbio subirão.

Daqui para frente, certamente, o ambiente externo não será tão benigno para a economia doméstica como foi nos últimos anos. Nesse sentido aumentam os desafios para um crescimento mais sustentado da economia brasileira nos próximos anos, não bastassem os desafios no âmbito do ajuste fiscal. Por outro lado, seria errado falar que o cenário internacional piorou sensivelmente. Mais correto seria dizer que o atual ajuste nas condições financeiras internacionais não contribui para a economia doméstica, mas também ainda não é desfavorável (embora possa vir a se tornar em caso de aceleração do processo de ajuste nas condições financeiras internacionais ou escalada da guerra comercial).

Leia mais em https://www.valor.com.br/valor-investe/casa-das-caldeiras/5704983/economistas-poem-eleicao-no-cenariodolar-marca-%25E2%2580%2598direita%25E2%2580%2599-e-#