S&P mantém rating do Brasil em ‘BB-‘ com perspectiva estável

2018-08-10T12:20:30+00:00 10/08/2018|Categories: Valor Econômico|Tags: , , , |

Para Luiz Eduardo Portella, sócio-gestor da Modal Asset, as agências de classificação de riscos devem aguardar a chegada do novo governo, após as eleições, para verificar a probabilidade de avanço da agenda de reformas. Só então, haverá subsídio para uma possível mudança de rating ou de perspectiva. Leia mais em https://www.valor.com.br/financas/5724931/sp-mantem-rating-do-brasil-em-bb-com-perspectiva-estavel

Exterior e política limitam queda do dólar no curto prazo

2018-02-07T09:38:56+00:00 07/02/2018|Categories: Valor Econômico|Tags: , , |

E por aqui, o cenário se apoia numa "eleição sem sustos", isto é, com a convergência do apoio popular para um candidato mais alinhado à agenda de reformas, diz o sócio-gestor da Modal Asset, Luiz Eduardo Portella. "Em algum momento, o câmbio pode ficar com um desempenho relativamente melhor que os pares", diz. A moeda pode [...]

Previdência, regra de ouro e ajuste global desafiam equipe econômica

2018-02-07T09:28:30+00:00 07/02/2018|Categories: Valor Econômico|Tags: , , , |

Daniel Silva, Modal Asset: 1.O julgamento [dos recursos movidos pela defesa de Lula] deve afetar as próximas decisões do Copom apenas indiretamente, via seu efeito sobre a taxa de câmbio, que pode contribuir para manter as projeções de inflação dos modelos do BC baixas. Além disso, o julgamento acaba representando a remoção de uma importante fonte [...]

Para quem vai viajar, especialistas sugerem comprar dólares aos poucos

2018-02-07T09:20:54+00:00 07/02/2018|Categories: O Globo|Tags: , , , |

Luiz Eduardo Portella, sócio-gestor da Modal Asset, acredita que a tendência é de queda do dólar comercial no Brasil este ano. Mas há incertezas no cenário: — No Brasil, acredito que o dólar feche o ano por volta de R$ 3. Mas isso depende de muitos fatores, e o principal deles é a eleição. Caso o [...]